Estes veterinários salvaram este cão faminto. Mas afinal era um lobo.

Estes veterinários salvaram este cão faminto. Mas afinal era um lobo.


 

Este cão todo maltratado foi descoberto por uma mulher em Los Angeles, Califórnia, nos Estados Unidos. O animal parecia tão assustador que ela não ousou se aproximar.

Então, ela mandou uma foto para uma organização de proteção animal. Era evidente que o bicho estava doente e abandonado, mas a coisa mais estranha deste cão, era a sua raça.

Este não é, de fato, um cão puro.

Ele tem mistura de lobo e é uma fêmea.

Os voluntários da organização nunca tinham visto uma assim antes, mas eles não hesitaram em ajudá-la. Logo que chegaram, a loba tentou escapar. A situação era bastante séria, para não dizer desesperadora, porque a cadela estava num péssimo estado. Um voluntário recorda: “Ela tinha inflamações por todo o corpo. Estava a sangrar muito, com pus saindo das feridas e era pura pele e osso”.

Até as patas estavam inchadas.


A cadela-loba, no entanto, aparentemente teve um dono antes. A corda amarrada à volta do pescoço era uma evidência.

Estava claro que ela teve uma família em algum momento e agora estava abandonada.

A loba, que recebeu o nome de Julia, tinha um medo mortal de humanos. Mas, depois de lhe darem alguns carinhos e muito encorajamento, os voluntários conseguiram ganhar a sua confiança. Julia está, aos poucos, a entender que não há nada a temer.

Quando chegou no abrigo, Julia teve que ser lavada e tratada imediatamente. As feridas eram sérias e o contato com a água na pele foi doloroso para a pobrezinha, mas ela manteve-se calma e foi corajosa.

Para Julia, esta foi a primeira vez que ela esteve com humanos que a protegeram e cuidaram dela. Os voluntários cobriram-na e puseram na cama, onde ela finalmente pôde dormir segura depois de tudo o que tinha passado.

Mesmo com todo o progresso que teve, Julia ainda está doente e desnutrida, e precisa de muito tempo para se recuperar. Ela mal consegue comer e sua imunidade ainda está muito baixa. Suas feridas emocionais também são muito profundas. Mas ela gosta de receber carinho e está começando a se comportar cada dia mais como um cão normal. Quando estiver completamente recuperada de seus ferimentos, ela irá para um outro abrigo, onde outros dois cães-lobos a esperam.

Julia foi salva no último minuto, quando estava à beira da morte. Cães-lobos são muito raros e as pessoas não sabem muito sobre eles. Eles têm necessidades diferentes dos outros cães e os donos nem sempre sabem como cuidar deles devidamente. Eles sentem-se sobrecarregados por estes cães e acabam abandonando-os . Antes de comprares um animal, tem a certeza e pergunta-te de ante mão se estás preparado para cuidar dele todos os dias, até ao fim da vida dele.