Elefante morreu depois de transportar turistas sob um calor de 40º

Elefante morreu depois de transportar turistas sob um calor de 40º


 

Um elefante morreu depois de ter levado turistas ao templo Angkor Wat, no Cambodja. Sambo tinha entre 40 e 45 anos e sofreu um ataque cardíaco. Foram mais de 40 minutos a transportar duas pessoas – em viagens separadas – sob um calor de 40º.

Um veterinário afirmou que o elefante perdeu a vida “devido às altas temperaturas, exaustão e falta de vento”. Oan Kiri, o gerente da Angkor Elephant Company, responsável pelos animais, afirmou que esta fêmea trabalhava no complexo desde 2001.


Devido a esta morte, na Internet começou a correr uma petição que já conta com mais de 10 mil assinaturas, onde pedem o fim deste transporte de pessoas para o templo por elefantes. As autoridades acabaram por ceder e estão agora a averiguar se Sambo foi vítima de maus tratos.