Cuidado quando a música é “animada” demais