​Mãe e filho separados pelo Estado Islâmico reencontram-se após dois anos de...

​Mãe e filho separados pelo Estado Islâmico reencontram-se após dois anos de sofrimento


 

Mihlo Rafo e Emad, mãe e filho separados pelo Estado Islâmico. A história dos dois é parecida com a de muitas famílias que estão sendo arruinadas, principalmente do povoado dos Yazidis. Esse povo está acuado nas montanhas no norte do país, passando fome e vivendo a pior miséria que existe. Em 2014, a família de EmadMishkoTammo foi capturada pelos extremistas.Mihlo Rafo, conseguiu fugir para um campo de refugiados com quatro de seus seis filhos, mas seu marido e dois filhos mais velhos se perderam no caminho. Ela conseguiu se refugiar no Canadá, mas não teve mais notícias dos outros membros da família. Até que em Julho deste ano, um parente mostrou uma foto deEmad, nas redes sociais, que havia sido postada pelo exército.


A foto era do resgate realizado pelo exército iraquiano e mostraram o estado deplorável, magro e com um ferimento de bala no braço, mas apesar de tudo estava bem. Mihlo se desesperou e começou a tentar contato com o filho, sem esperanças de que um dia conseguiria.

Governo, associações, órgãos de ajuda humanitária, uniram forças para que fosse possível o envio do menino. Ele viu muita coisa errada, muita dor, muito terrorismo e disse em entrevista que estava muito feliz e agradecido pela ajuda de todos, mas que não consegue esquecer que muitas crianças ainda estão lá, sofrendo muito. “Há milhares de outras crianças que continuam nesta situação, então quero compartilhar a minha história para que possam salvá-las”, disse emocionado.